Betim instala sistema eletrônico que reconhece placas de veículos

0
502
Foto: Secom Betim

A  Prefeitura de Betim deu início à instalação das câmeras de LPR (do inglês “License Plate Recognition”), que realizam o reconhecimento de placas de veículos. Serão, ao todo, 41 unidades distribuídas em locais estratégicos para o monitoramento, sendo que 24 serão instaladas ainda neste ano e as outras 17 em 2024.  Os locais foram definidos em parceria com as polícias Militar e Civil, e Guarda Municipal.

O serviço, que começou a ser implantado em outubro, fará uma varredura em todos os veículos que acessam o município pelas principais vias. Com a tecnologia, Betim entra na vanguarda da implantação do sistema de cercamento eletrônico inteligente, em Minas Gerais. A previsão é que a iniciativa comece a funcionar em dezembro.

A Secretaria Adjunta de Segurança Pública ainda está alinhando com a Diretoria de Tecnologia e Sistemas da PM as tratativas relacionadas ao funcionamento das câmeras. “Estamos muito perto de concluir nosso objetivo mais importante na gestão da pasta, que é a implantação desse suporte tecnológico para os agentes que atuam na segurança pública. Trata-se de um grande avanço que a cidade traça em prol da eficiência dos trabalhos dos órgãos de segurança, contribuindo ainda mais para a queda dos índices de criminalidade do município”, salienta o secretário-adjunto de Segurança Pública, Julio Cezar Rachel de Paula.

As câmeras de LPRs têm múltiplas funções. Elas podem ser usadas para monitoramento de tráfego e estacionamento; para segurança nos limites entre municípios; para segurança em prédios públicos; para controle de acesso, dentre outras finalidades. Em Betim, elas serão utilizadas principalmente para identificação de veículos relacionados a crimes, emitindo alertas, em tempo real, para a central da polícia, auxiliando em investigações criminais, na reconstrução de movimentos de veículos e na identificação e prisão de infratores.

Desde o ano passado estão sendo investidos cerca de R$ 4,8 milhões em diversas ações que incluem, além do cercamento eletrônico das LPRs, a reestruturação do sistema de câmeras Olho Vivo; o processo seletivo de novos agentes e aquisição de novos equipamentos para ampliação do trabalho da Guarda Municipal; e a compra de novos equipamentos para a Defesa Civil, dentre outros.