Novo comando: Guarda Municipal de Betim tem mulher à frente da corporação pela primeira vez

0
681
Midiã Fernandes é graduada em engenharia de produção e pós-graduada em gestão de segurança pública. Foto: PMB

A Guarda Municipal de Betim (GMB) está, pela primeira vez em sua história, sob o comando de uma mulher. Midiã Souza Fernandes, de 42 anos, que até então atuava como inspetora da GMB, assume o posto no lugar de Anderson Moreira dos Reis. A nomeação da nova comandante da corporação foi publicada na edição desta terça-feira (5) do Órgão Oficial. Para marcar o importante passo na segurança pública do município, a prefeitura realiza, nesta quinta-feira (7), a solenidade de posse da nova titular. O evento será às 16h, no auditório do Centro Administrativo.

Midiã Fernandes é graduada em engenharia de produção e pós-graduada em gestão de segurança pública. Ela é servidora da Guarda Municipal desde 2010 e foi nomeada inspetora em 2017. No ano seguinte, ela ocupou o cargo de subcomandante da corporação. Em 2021, Midiã foi cedida à Secretaria Municipal de Educação para exercer o cargo de vice-diretora da Escola Municipal Aristides José da Silva, cargo que ocupou até o fim de 2023. Midiã também foi coordenadora, em 2015, do projeto Mulheres da Paz, em convênio com o governo federal.

Ela também já realizou diversos cursos de formação e de capacitação pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Durante a atuação na GMB, a efetiva recebeu os prêmios “Guarda Destaque”, “Boina de Ouro”, e, na Educação, o prêmio “Machado de Assis 2023”.

“É um orgulho representar a força da mulher como a primeira comandante da Guarda Municipal de Betim e, dessa forma, ser uma fonte de inspiração para outras mulheres que desejam alcançar cargos de liderança em diversos setores. Quero envidar esforços para melhorias na proteção de bens, serviços, logradouros e instalações municipais, com patrulhamentos e ações mais ostensivas, especialmente na Educação e na Saúde”, ressalta Midiã Fernandes.

“Quero primar e estruturar o trabalho da Patrulha de Proteção à Mulher (PPM), com intuito de prevenir e coibir a violência de gênero, além de prezar pelo trabalho em conjunto com órgãos integrados de proteção à mulher”, acrescenta a comandante.