Tema da redação do Enem é a invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil

0
453
Foto: Agência Brasil

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano é: “Desafios para o o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”.

A informação foi divulgada neste domingo (5) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Além da prova de redação, na tarde de hoje, os candidatos inscritos no Enem fazem as questões de linguagens e códigos e de ciências humanas. A prova começou às 13h30 e o horário de término é 19h (horário de Brasília).

A prova de redação exige a produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política. O candidato deverá defender um ponto de vista apoiado em argumentos consistentes, estruturados com coerência e coesão, formando uma unidade textual.

Também deve elaborar uma proposta de intervenção social para o problema apresentado no desenvolvimento do texto. Essa proposta deve respeitar os direitos humanos.

Ao elaborar a redação, os participantes devem ficar atentos às cinco competências que serão exigidas do texto:

  • Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa;
  • Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa;
  • Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;
  • Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;
  • Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Entre os critérios que podem conferir nota 0 à redação estão a fuga ao tema, texto com até sete linhas, trecho deliberadamente desconectado do tema, desobediência à estrutura dissertativo-argumentativa e desrespeito à seriedade do exame.

Competências e critérios

As redações são avaliadas de acordo com cinco competências e a nota pode chegar a mil pontos. Por outro lado, há critérios que conferem nota zero, como fuga ao tema, extensão total de até sete linhas, trecho deliberadamente desconectado do tema proposto, não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa e desrespeito à seriedade do exame. Não houve mudanças nos critérios para o Enem 2023.

Correção

O processo de correção é monitorado pelo Inep em todas as suas etapas e segue, rigorosamente, os parâmetros estabelecidos pelo Instituto. Os textos podem passar por até quatro correções para o cálculo da média final. Os profissionais selecionados para isso atendem a critérios de formação, como graduação em letras e linguística, e formação continuada, com exigência mínima de mestrado para as funções de supervisor e subcoordenador. Além disso, é exigida experiência comprovada em coordenação de correção de produção textual em avaliação educacional, exames ou concursos.

Capacitação

O Inep capacitará os corretores após a aplicação das provas, com base nas regras e diretrizes já apresentadas na Cartilha do Participante. Nesse contexto, cabe pontuar que o material orientador elaborado para os corretores ainda será entregue a tempo de ser utilizado nas capacitações presenciais.