População faz lote vago de bota-fora em São Joaquim de Bicas

0
148
Lixos jogados de qualquer jeito em locais abertos acabam sendo a moradia do Aedes Aegypti.

De um lado estão os moradores que jogam lixo em locais inadequados, do outro, as pessoas que sofrem com as consequências do descarte irregular. Esta é a situação em um lote na Rua França, no bairro Industrial, em São Joaquim de Bicas.

Segundo a moradora Camila Cardoso, algumas pessoas vão de carro até o local especialmente para fazer o descarte de lixos. Resíduos de construção civil, restos de móveis e mesmo lixos domésticos são encontrados no local.

A prefeitura informou que o lote é privado e, inclusive, recebeu limpeza de agentes do município há menos de um mês. “As Secretarias de Obras e de Meio Ambiente de São Joaquim de Bicas estão atuando, de forma conjunta, para sanar os problemas que afetam o entorno. E a Secretaria de Meio Ambiente informa que o proprietário do lote onde estão os resíduos será notificado para providenciar a limpeza do espaço”, informou a prefeitura em nota oficial.

A Prefeitura de São Joaquim de Bicas reforçou, ainda, que “reitera o seu compromisso de zelar pela cidade, mas reforça que as responsabilidades são compartilhadas. A população também deve fazer a sua parte e contribuir com a limpeza da cidade”.

Cuidado com a dengue!

Lixos jogados de qualquer jeito em locais abertos acabam sendo a moradia do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue. Com a entrada da primavera e início do verão – período em que ocorrem muitas pancadas de chuva – o cuidado para evitar água parada deve ser redobrado.