Vereadores criam projeto de lei para beneficiar portadores de Fibromialgia

1
84

A Câmara Municipal de Igarapé aprovou o Projeto de Lei 028/2019, que institui o Dia Municipal da Fibromialgia, além do direito de filas preferenciais e vagas de estacionamento preferencial para os doentes crônicos.

Um dos autores do PL, o vereador Antônio Jorge, explica a importância em cuidar das pessoas que sofrem desta doença. “Temos que ter atenção e respeito com os portadores da Fibromialgia. Por isso, essa medida busca adotar providências essenciais, como filas preferencias e vagas de estacionamento exclusivas. Isso garantirá mais cidadania para as pessoas que convivem com a doença”.

A fibromialgia é uma síndrome de causas ainda desconhecidas, mas que pode provocar dores fortes por todo o corpo durante muito tempo ou sensibilidade nas articulações, nos músculos e nos tendões. Isso acontece devido uma alteração da interpretação dos estímulos recebidos pelo cérebro e também pelos receptores cutâneos.

Mais sobre a saúde

Em setembro, Igarapé recebeu uma van para uso dos pacientes renais crônicos que precisam se deslocar para hemodiálise em Betim. O veículo foi adquirido por meio de uma emenda parlamentar, viabilizada pelo vereador Antônio Jorge. Além desta van, Igarapé também recebeu recentemente dois novos veículos, uma ambulância para transporte de pacientes e uma caminhonete para a Vigilância em Saúde.

“Eu me preocupo em estar sempre atento as necessidades da saúde dos igarapeenses, visando melhorias para os pacientes. Ao todo, foram 13 indicações pontuais para a saúde do município”, comentou Antônio Jorge.

Para a Odontologia, foi entregue duas unidades de Saúde Bucal, nas instalações das UBSs dos bairros Bom Jardim e Novo Horizonte. De acordo com o vereador, mais cinco consultórios serão implantados em Igarapé até o próximo ano, o que garantirá a cobertura de 100% da população do município com atendimento odontológico disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A viabilização dos seis consultórios odontológicos tem sido possível por meio de Emendas Parlamentares do deputado federal Toninho Pinheiro, que juntas somam R$ 150 mil.

1 COMENTÁRIO