Partido Liberal comete fraude e vereador de Igarapé deve perder o cargo

0
925
Câmara Municipal de Igarapé. Foto: Yasmim Esteves

Em sessão plenária realizada nessa terça-feira (7),o Tribunal Superior Eleitoral (TSE)  reconheceu fraude à cota de gênero praticada pelo Partido Liberal (PL)nas Eleições 2020 em Igarapé. Com a decisão, foi decretada a nulidade dos votos recebidos pela legenda para o cargo no pleito, implicando na cassação do vereador Wellington Rodrigo de Carvalho.

Segundo informações da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), uma candidatura feminina ao pleito foi falsa, realizada apenas para atingir o percentual de concorrentes do gênero feminino exigido pela legislação eleitoral. Conforme a norma prevê, cada partido ou coligação deve preencher o mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo.

LEIA TAMBÉM: Vereador Wellington da Dengue se manifesta sobre cassação 

Além da nulidade dos votos, também foi cassado o Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (Drap), bem como os diplomas e registros a ele vinculados, com o consequente recálculo dos quocientes eleitoral e partidário. A inelegibilidade da candidata feminina envolvida na fraude também foi declarada.