Brincadeira criminosa: adolescente quase tem perna decepada por linha chilena

0
310

Na tarde do último sábado (20), Gabriel Lucas Alves, de 15 anos, foi gravemente ferido pela linha chilena de um papagaio. O adolescente deu entrada no CTI do Hospital Público Regional de Betim com lesão grave na perna esquerda.

De acordo com a mãe do adolescente, Regina Alves Rosa, Gabriel Lucas estava voltando da escolinha de futebol, quando uma linha chilena que estava na rua se enroscou no pneu de um ônibus e atingiu a sua perna. A linha de uso criminoso estava solta na rua José Inácio Filho, no bairro Ingá, em Betim, perto da residência de Gabriel.

De acordo com os médicos que cuidam de Gabriel, duas cirurgias já foram realizadas em sua perna, mas o quadro de saúde é delicado e requer cuidados. O adolescente está consciente, porém as próximas 24 horas são decisivas para saber se, de fato, a perna esquerda de Gabriel não sofrerá nenhuma complicação mais grave.

Um sonho que ficou pelo caminho

Abalada, mas com muita fé na recuperação de seu filho, Regina conta que o sonho de Gabriel Lucas era ser jogador de futebol. “Graças a Deus ele não perdeu a vida, mas o seu sonho foi destruído por uma linha”, relata. A mãe contou que o adolescente já jogou em times amadores da Região Metropolitana, e que buscava a profissionalização no esporte.

Regina também relatou que nos momentos em que esteve com Gabriel no CTI, ele afirmou ter muito medo de nunca mais poder jogar bola. O jovem garoto teme por ter o sonho de uma vida ser interrompido de um minuto para o outro, tudo graças a uma atitude irresponsável.

“Sei que meu filho não poderá mais jogar bola, mas Deus tem planos muito maiores para ele”.

Foto: Arquivo pessoal

Linha chilena e cerol é crime

Em Betim, a Lei Municipal nº 6.252, de 2017, proíbe a utilização de linhas cortantes produzidas por qualquer tipo de produto nos espaços públicos e privados. “A proibição estende-se também para momentos de recreação, campeonatos ou lazer. São considerados espaços públicos praças, jardins, ruas, calçadas, avenidas, alamedas, vielas, becos, parques, cemitérios e campos de futebol”, informou a prefeitura em nota.

Guarda Municipal de Betim realiza campanha educativa e fiscalização contra as linhas cortantes.