Por culpa de selfie, jovens morrem afogados na Serra do Cipó

0
115

Uma sequência de erros durante um passeio pela cachoeira da Farofa, na Serra do Cipó, região Central do Estado, no último domingo (14), acabou por tirar a vida de Ismael Elias Maia, de 26 anos, e Victor Kennedy Almeida Afonso Pena, de 27. Um terceiro jovem, amigo das vítimas, chegou a buscar socorro, mas não houve o que fazer. 

Era fim de tarde quando um dos jovens decidiu tirar uma selfie em uma das pedras da cachoeira. Ao buscar o melhor ângulo, o rapaz se desequilibrou, escorregou, e caiu no poço. Rapidamente, o amigo pulou para tentar salvá-lo e ambos, que não sabiam nadar, foram puxados para o fundo da cachoeira.

Na análise do subtenente do Corpo de Bombeiros que atuou no salvamento, Welington Alexandre Silva, tentar fazer fotos de si mesmo em locais inseguros, como penhascos, tem causado cada vez mais acidentes fatais, uma vez que o indíviduo perde a atenção ao focar-se na imagem da tela.

“Nosso bem mais valioso é a vida. Não podemos colocá-la em risco por causa de uma simples selfie. Muitos acidentes têm ocorrido por essa razão”, afirma Welington. Outro erro apontado pelo militar está na tentativa de salvamento por pessoa inabilitada, como o que ocorreu nesse domingo. O terceiro amigo se salvou pois, ao invés de pular na água, foi à portaria da cachoeira pedir ajuda.   

“Mesmo que você saiba nadar, não entre na água para salvar alguém que está se afogando. Por instinto, essa vítima irá se agarrar em você e puxá-lo para baixo”, orienta. O ideal, em casos como esse, é lançar objetos flutuantes na água para que a pessoa se agarre. 

Fonte: Hoje em Dia

1 COMENTÁRIO