Agosto Lilás: Igarapé registrou 187 casos de violência contra a mulher somente em 2021

0
602
Estatísticas chamam atenção para a necessidade de políticas públicas de proteção às mulheres no município. Foto: RP

Igarapé registrou 187 casos de violência doméstica e familiar contra a mulher somente no primeiro semestre de 2021. Os dados são da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais, baseados nas ocorrências das policias Civil e Militar.

As estatísticas são preocupantes, já que apontam, a cada ano, o aumento da violência contra a mulher. Em relação ao primeiro semestre do ano passado, os casos em Igarapé já subiram 6,25%. No comparativo 2019 x 2021, o aumento foi de 15,46% no mesmo período. E a análise comparativa de 2018 x 2021 mostra crescimento de 19,10%.

Outro dado alarmante é o número total de ocorrências registradas em Igarapé nos anos de 2018, 2019, 2020 e 2021 (primeiro semestre): 1271 casos de mulheres que tiveram seus direitos violados sendo vítimas da violência.

Vale chamar a atenção para uma informação importante do relatório da Sejusp, que aponta as pessoas do próprio convívio como agressoras da mulher. Primeiramente os casos de violência ocorrem do companheiro ou ex-companheiro contra a mulher. Também no relacionamento entre namorados ou extraconjugais, além da própria família, sendo as violências cometidas por pais, filhos, enteados ou avós.

Agosto Lilás

O “Agosto Lilás” é uma campanha importante e de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016.

O objetivo da campanha é intensificar e divulgar a Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.

O mês de conscientização também chama a atenção para as políticas públicas de proteção à mulher. Estado e municípios devem propor ações e amparar as mulheres vítimas de violência ou que estejam em risco. Até o momento, os órgãos públicos de Igarapé não apresentaram as campanhas de proteção às mulheres de 2021.

Não se cale. Denuncie 180!

A Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 presta uma escuta e acolhida qualificada às mulheres em situação de violência. O serviço registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher aos órgãos competentes.

A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. O Ligue 180 atende todo o território nacional e também pode ser acessado em outros países.