Em Brumadinho, homem condenado por estupro, morte e ocultação de corpo de quilombola é preso

0
176
Foto: Divulgação/Google
Foto: Divulgação/Google

Um homem de 41 anos condenado por estupro, homicídio e ocultação de cadáver de uma mulher quilombola foi preso na noite na terça-feira (21), no bairro Marinho, em Brumadinho.

O crime aconteceu em 2008. Poucos dias depois, o homem foi preso, mas ficou detido apenas três dias, tendo obtido da Justiça, por ser réu primário, a liberdade provisória.

O julgamento, no entanto, demorou a acontecer. Somente em 2016, ele foi condenado pelos crimes cometidos. A pena: 22 anos e dois meses. Desde então, o homem estava foragido.

De acordo com a Polícia Militar, o homem foi preso após uma denúncia que o criminoso havia sido visto na cidade de Brumadinho. Desde então, o serviço de inteligência da PMMG iniciou um trabalho e, no início da noite desta terça-feira, ele foi localizado. Estava trabalhando na colheita de frutas de uma fazenda.

O homem foi encaminhado para a Delegacia de Betim, onde ficará preso até que seja definido para qual penitenciária ele será encaminhado.