Igarapé adere Minas Consciente, programa do Estado de enfrentamento à pandemia

0
170
Adesão ao programa obriga município seguir diretrizes do Estado. Foto: Prefeitura de Igarapé

A Prefeitura de Igarapé informou, na manhã desta quarta-feira (15), que, por decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), teve que aderir ao “Plano Minas Consciente”, programa do Governo do Estado para enfrentamento à pandemia. Com a adesão do município ao programa, todas as decisões econômicas, como abertura ou fechamento de comércio, passam a ser do Estado, e não do município.

O prefeito de Igarapé, Carlos Alberto (Nem), comentou que a decisão do Tribunal de Justiça afeta todos os 853 município de Minas. “A partir dessa decisão, estamos sendo obrigados a aderir um dos posicionamentos do Estado de Minas Gerais. Informamos que o município de Igarapé irá aderir ao Programa Minas Consciente, que determina a forma de retomada da economia e o que pode ou não pode funcionar neste momento de pandemia”, destacou.

O Plano Minas Consciente setoriza as atividades econômicas em quatro “ondas” (onda verde – abertura somente de serviços essenciais; onda branca – primeira fase de baixo risco; onda amarela de médio risco – segunda fase; onda vermelha de alto risco – terceira fase). De acordo com informações oficiais do programa, o município de Igarapé pertence à regional centro que, atualmente, encontra-se na onda verde.

A cada 21 dias, o Estado de Minas Gerais avalia os dados epidemiológicos e informa no site oficial do programa se houve progresso ou regressão quanto às ondas adotadas em cada regional.