Em ritmo reduzido, Fiat retoma produção

0
135

Após 48 dias de interrupção das atividades, a Fiat Chrysler (FCA) anunciou, nesta segunda-feira (11), a retomada gradual da produção de veículos no Brasil. A fabricante de carros da Fiat e da Jeep afirmou que, na reabertura, serão 4,3 mil pessoas trabalhando em Betim e 1,5 mil em Goiana (PE).

O volume de produção deve ser reduzido no início, com crescimento durante o mês. Antes da paralisação, a planta de Betim (MG), a maior do Brasil, produzia 1,6 mil carros por dia e a de Goiana, 1 mil.

Cerca de 600 empregados já haviam voltado ao trabalho em uma fábrica de motores da Fiat em Campo Largo (PR).

De acordo com a empresa, a retomada vai ser um processo “gradual”, feito após uma série de medidas de organização do trabalho dos funcionários e da adoção de medidas sanitárias. 

Funcionários administrativos que não estão diretamente envolvidos com a produção continuam a trabalhar de casa, para reduzir o fluxo de pessoas nas fábricas.

Redução de jornada e salário

A FCA fechou, no mês passado, um acordo de redução da jornada de trabalho em 20%, e de 10% a 20% dos salários, para todos os cerca de 20 mil funcionários que tem no país. A medida deve durar 3 meses, e ações semelhantes também foram adotadas pela maioria das montadoras.