Em Juatuba, gangue interrompe jantar de família, faz limpa e estupra menina

0
188
PM de Juatuba foi a responsável por registrar o crime (Reprodução/Google Street View)
PM de Juatuba foi a responsável por registrar o crime (Reprodução/Google Street View)

Uma família de Juatuba teve um noite de terror nesse sábado (7). Eles tiveram a casa invadida, enquanto jantavam, por um grupo de três criminosos armados, que roubaram pertences e dinheiro, além de estuprar a filha mais nova, de 17 anos.

O caso ocorreu por volta das 19h30. Os ladrões invadiram a residência com armamento pesado. Conforme as vítimas relataram à PM, um deles estava com revólver, enquanto os outros dois possuíam armas longas.

Agressivos, eles fizeram constantes ameaças de morte e roubaram diversos objetos, tais quais celulares e máquina de solda. Além disso, roubaram cartão com a respectiva senha e R$ 800 em dinheiro. A família – composta por um homem de 42 anos e quatro mulheres, de 17, 18, 40 e 49 anos – foi amarrada e presa em um banheiro.

A adolescente de 17 anos, no entanto, foi obrigada a acompanhar um dos criminosos até o quarto do pai, onde foi estuprada – enquanto os outros dois aguardavam do lado de fora da casa. Logo após os crimes, os assaltantes fugiram e não tinham sido encontrados até o encerramento da ocorrência pelos militares.

Conforme as vítimas, eles possuem as seguintes características:

  • um deles é alto, magro, negro e com barba
  • outro é baixo, magro e negro
  • e o último tem estatura mediana, magro e branco

Qualquer informação pode ser útil na investigação. Basta ligar gratuitamente para o Disque Denúncia 181 – a identidade do denunciante é preservada.

O Disque Denúncia funciona com uma central de atendimento unificada, formada por profissionais treinados e capacitados que trabalham em regime de 24 horas para atender à população. Cada denúncia registrada é encaminhada para uma equipe de analistas composta por um integrante da Polícia Civil, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

Fonte: BHAZ