Domingo, 05/04/2020

Segurança

Chilenos e um colombiano furtam 55 celulares no Carnaval de BH

Três homens, dois de nacionalidade chilena e um colombiano foram presos na segunda-feira (24), por furto e roubo a celulares. A quadrilha considerada especializada na prática criminosa alugou um quarto de hotel no Centro de Belo Horizonte para guardar os aparelhos de telefone.

Os suspeitos, dois chilenos e um colombiano, com idades entre 20 e 25 anos, segundo a Polícia Militar (PM), estavam com 55 aparelhos furtados e roubados desde a última sexta-feira. Outros quatro suspeitos, possivelmente brasileiros, são procurados.

De acordo com o tenente Eliardo Ferreira, do Batalhão Rotam, os presos pegavam os celulares das vítimas sem que elas percebessem, no meio da multidão, mas também abordavam vítimas com emprego de violência, armados com três réplicas de pistola.

As réplicas de armas também foram apreendidas com os presos. “Eles usavam as réplicas de armas de fogo para ameaçar as vítimas”, reforça o tenente. “Agiam com violência, ameaçavam e agrediam as vítimas.”

Segundo o tenente, a quadrilha agia em plena luz do dia e também à noite. “Aproveitavam o tumulto para furtar celulares”, comentou.

Rastreamento

A PM conseguiu chegar aos suspeitos depois que um deles assaltou um casal de foliões na manhã desta segunda-feira, na praça Sete, no Centro. O ladrão apontou uma arma falsa e pediu que as vítimas ficassem encostadas na parede e que entregassem os dois celulares, avaliados em R$ 2 mil cada um.

O casal roubado acionou o Batalhão Rotam, logo após o crime, e pelo rastreador do celular os policiais conseguiram chegar ao hotel onde os suspeitos estavam hospedados, na rua Rio Grande do Sul com avenida do Contorno.

Ainda de acordo com o tenente, os três presos já têm passagens pela polícia por furtos e roubos. “Os outros quatro já foram identificados e são procurados pelo Batalhão Rotam”, afirmou.

Delegacia

Os presos e os materiais apreendidos foram levados para a Delegacia de Plantão 2 da rua Conselheiro Rocha, no bairro Floresta, região Leste.

O tenente pede às vítimas de furto ou roubo de celulares que procurem a unidade policial com o boletim de ocorrência, nota fiscal do celular e, principalmente, o número do Imei, que é o número de identificação do aparelho.

O casal assaltado na Praça Sete reconheceu o autor do crime e recuperou os aparelhos. Além dos crimes furto e roubo, os presos também poderão responder por formação de quadrilha.

Fonte: O Tempo

Deixe um comentário

RUA MIGUEL HENRIQUES DA SILVA, Nº4, CENTRO, IGARAPÉ-MG


CONTATO: (31) 9 9858-1002