Sábado, 28/11/2020

Gerais

Adolescente de 17 anos é acusada de matar a avó e esconder o corpo desde janeiro

A Justiça de Minas Gerais determinou, nesta quarta-feira (6), a internação provisória da adolescente de 17 anos acusada de matar a avó e esconder o corpo desde janeiro na casa onde as duas moravam no condomínio Villa Borghese, no bairro Santa Amélia, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte.

A decisão foi da juíza Junea Benevides Souza Bueno, plantonista da Vara de Infância e Juventude da comarca da capital. O acautelamento provisório foi estabelecido em razão da gravidade do crime e a jovem foi encaminhada para Centro Socioeducativo Feminino São Jerônimo, no Bairro Horto, Região Leste da capital.

Na internação provisória ela irá aguardar a audiência que definirá a medida socioeducativa definitiva.

Adolescente matou avó e fez festa em casa

Segundo a Polícia Militar, a jovem confessou o crime e disse que matou a vítima a facadas em janeiro após uma briga. O corpo de Elizabeth Martins Augusto de Amorim, 57 Anos, estava enrolado em lençóis dentro de um cômodo da casa, que estava lacrado com uma lona na tentativa de reduzir a passagem de odor, de acordo com os militares.

Ainda segundo a corporação, a suspeita chegou a fazer uma festa na casa há cerca de 15 dias. Conforme a ocorrência, a jovem é filha de uma mulher adotada pela vítima, que também teria criado a adolescente.

Em sua conta no Instagram, a jovem postou recentemente uma foto com desenhos de chifres vermelhos e os dizeres: “Anjo em certas horas. Um capeta a cada momento”.

A ocorrência ainda relata que foram identificadas várias compras recentes no cartão de crédito da vítima e que parentes da mulher tentaram, várias vezes, contato com a adolescente e não obtiveram retorno.

Fonte: G1

Deixe um comentário

RUA MIGUEL HENRIQUES DA SILVA, Nº4, CENTRO, IGARAPÉ-MG


CONTATO: (31) 9 9858-1002

error: Conteúdo protegido contra plágio!