Sexta-feira, 25/09/2020

Gerais

Mineração Morro do Ipê realiza reunião pública na próxima quarta, 12

A Mineração Morro do Ipê é responsável pela gestão das minas de Ipê e Tico-Tico e das unidades de processamentos localizadas na região mineradora de Serra Azul, em Minas Gerais.

Na próxima quarta-feira, 12 de dezembro, às 19h, a Mineração Morro do Ipê realizará uma reunião pública na Casa da Cultura de Igarapé. Na oportunidade, a empresa explicará o projeto Morro do Ipê 6Mta, o estudo de impactos ambientais (EIA/RIMA) e as ações de controle e o processo desses impactos.

Na reunião, os moradores de Igarapé, São Joaquim de Bicas e Brumadinho poderão se informar e esclarer dúvidas sobre a Morro do Ipê e o projeto Tico-Tico, cuja retomada da operação está prevista para 2021.

Moradores dos bairros Maracanã e Candelária, em Igarapé, Vale do Ingá e Conceição do Itaguá, em Brumadinho, e de  São Joaquim de Bicas terão transporte gratuito à disposição. Os interessados podem se inscrever pelo telefone (31)3646-3569. As vagas são limitadas.

A Casa da Cultura de Igarapé fica na rua São Vicente, nº 1200, Três Poderes.

A Mineração

A Mineração Morro do Ipê é responsável pela gestão das minas de Ipê e Tico-Tico e das unidades de processamentos localizadas na região mineradora de Serra Azul, em Minas Gerais.

Fazem parte da composição acionária da empresa: o Mubadala Investment Company PJSC (“Mubadala”), fundo de investimento e desenvolvimento com sede em Abu Dhabi, com 25,5% de participação; a Trafigura Group Pte Ltd (“Trafigura”), líder de mercado na indústria global de commodities, que também detém 25,5% de participação da companhia; e os 49% restantes pertencem a um grupo de investidores que aquiriram sua participação conforme o plano de recuperação judicial da MXXSudeste.

O anúncio da aquisição dos ativos foi feito no dia 28 de Outubro de 2016 e os acionistas majoritários se comprometeram a investir cerca de R$ 190 milhões (US$ 52,6 milhões) no empreendimento,sujeito a implementação de algumas condições. As expectativas dos novos proprietários foram adaptadas às condições atuais do mercado através de um plano de menor escala de produção para processar itabirito friável, um minério de ferro de melhor qualidade e mais competitivo.

“Este é um novo começo para as minas e nós iremos operará-las de acordo com os mais altos padrões internacionais e melhores práticas de meio ambiente, saúde e segurança”,disse Oscar Fahlgren, diretor associado e chefe do escritório do Mubadala noBrasil.

Com uma estrutura mais eficiente,a empresa emprega 180 funcionários, nas operações na planta de Ipê.Inicialmente, os trabalhos se concentrarão no processamento de estoques de minério de ferro existentes.

A mina de Tico-Tico passará por um novo processo de licenciamento ambiental e desenvolverá um novo Estudo de Impacto Ambiental (EIA) de forma apropriada ao escopo do novo projeto.

Estão incluídas no estudo a análise de questões como o tratamento de rejeitos do processamento de minério de ferro por meio de um sistema de filtragem secagem e empilhamento que irá reduzir a quantidade de resíduos depositados na barragem de Tico- Tico. O potencial das áreas de recomissionamento da mina também será estudado.

Deixe um comentário

RUA MIGUEL HENRIQUES DA SILVA, Nº4, CENTRO, IGARAPÉ-MG


CONTATO: (31) 9 9858-1002

error: Conteúdo protegido contra plágio!