Sábado, 26/09/2020

Política

Ministério Público pede aumento na pena de ex-vereador de São Joaquim de Bicas

O ex-parlamentar foi condenado a pena de 15 anos, dois meses e 15 dias  por crimes contra a Administração Pública

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) recorreu a uma sentença pedindo o aumento da pena do ex-vereador de São Joaquim de Bicas, Tarcísio Alves de Resende. O ex-parlamentar foi condenado pela Justiça por crimes contra a Administração Pública.

Segundo o Ministério Público,  a pena de 15 anos, dois meses e 15 dias de reclusão aplicada ao ex-vereador, em julgamento realizado no dia 23 de novembro, precisa ser revista, tendo em vista a gravidade dos fatos e a culpabilidade do ex-agente político. 

O ex-vereador também foi condenado ao pagamento de multa,  perda do cargo e a proibição de exercer função ou cargo público por oito anos.  Tarcísio Alves continua preso preventivamente e não poderá recorrer em liberdade..

Na sentença, a Justiça considerou que ficou comprovado que o ex-vereador, juntamente com outros quatro ex-parlamentares, vinha solicitando vantagem indevida para aprovar projetos de interesse de empresas privadas. O grupo também direcionava processos de licitação da administração pública em favor de algumas empresas. 

Conforme a denúncia do MPMG, a partir de meados do primeiro semestre de 2014, os cinco então vereadores integraram organização criminosa voltada para a prática de crimes contra a administração pública e contra empresários.

1 Comment

  1. Avatar

    Gilton

    Informações sempre são bem vindas ok

Deixe um comentário

RUA MIGUEL HENRIQUES DA SILVA, Nº4, CENTRO, IGARAPÉ-MG


CONTATO: (31) 9 9858-1002

error: Conteúdo protegido contra plágio!