Quarta-feira, 08/04/2020

Política

Guto Resende fala sobre a sua gestão frente à Prefeitura de São Joaquim de Bicas

Saúde, segurança e questões financeiras foram temas comentados pelo prefeito

Como você avalia o ano de 2017 frente à Prefeitura de São Joaquim de Bicas? Quais foram as principais dificuldades que a gestão encontrou?

Prefeito Guto Resende: As principais dificuldades enfrentadas foram as questões financeiras. Ao assumir a Prefeitura de São Joaquim de Bicas deparei com uma dívida estimada em pouco mais de R$ 13 milhões; a prefeitura estava com aluguéis atrasados, dívidas com a Copasa, salários atrasados dos funcionários, déficit com fornecedores, cheques sem fundos, dentre outros.

A cidade possuía também um débito com o INSS de mais de R$ 14 milhões; o que impossibilitava o município receber recursos governamentais e prejudicava a situação trabalhista dos funcionários. Logo de imediato adotamos medidas de austeridades, como cortes de gastos, diminuição do meu salário e secretariado, redução do quadro de funcionários comissionados e contratados, renegociação dos débitos dos imóveis alugados e finalização do contrato com a empresa terceirizada de limpeza urbana.

As medidas de austeridade geraram aos cofres públicos muita economia. Conseguimos quitar mais de R$ 6 milhões da dívida deixada pela gestão anterior e ainda melhoramos a qualidade de vida da população. Todo o dinheiro economizado foi investido em melhorias na saúde, educação, limpeza urbana, obras, assistência social e segurança pública.

Em relação à saúde, quais foram as principais medidas adotadas pela gestão para melhorar os serviços para a população?

Prefeito Guto Resende: Na Saúde, carros e ambulâncias estavam sucateados, as dívidas se acumulavam, dentre elas com laboratório e Cismep. A farmácia do município foi encontrada zerada de medicamentos.

Hoje, na saúde, o quadro ainda não é o melhor que podemos ter, mas já pagamos mais de R$ 3.700.000,00 de dívidas e ainda estamos com as marcações de consultas em andamento. As farmácias dos postos já estão sendo abastecida e a frota de veículos e ambulâncias está sendo, aos poucos, renovada. As filas de espera estão diminuindo, hoje não temos filas de espera na fisioterapia, por exemplo. O que favoreceu o feito foi a contratação de mais especialistas, como neurologista, reumatologista, nefrologista e fisioterapeutas.

Sobre a segurança pública, sabemos que é um problema que vem se agravando com o decorrer dos anos. Existe alguma ação para amenizar essa situação?

Prefeito Guto Resende: Sim, existe. Já estamos com uma parceria com a Câmara Municipal, rede privada e as policias civil e militar, o que resultou no aumento do efetivo policial e no aumento do número de veículos. A compra de equipamentos que auxiliam no trabalho dos policiais, como rádios transmissores; também contribuiu para o sucesso das rondas e patrulhamentos.

Foi criado ainda o primeiro ponto de apoio policial na região do Farofa, por meio de parcerias público-privada. A iniciativa preza por maior segurança aos moradores e comerciantes da região.

Além disso, foi inaugurado o novo prédio da Polícia Civil de nosso município, onde são atendidas ocorrências, realizada fiscalização do DETRAN e VOLTAMOS com a emissão de carteira de identidade. Desse modo os moradores da cidade não precisarão recorrer a municípios vizinhos para resolver problemas relacionados ao órgão. Sobre a nova delegacia, o local é bem mais eficiente e adequado para o recebimento de um grande fluxo de pessoas.

Em relação à geração de emprego, existe algum projeto em pauta para buscar soluções e capitação de novas empresas para a cidade?

Prefeito Guto Resende: Sim, ativamos o setor de banco de emprego do nosso município, que através dele fizemos parceria com o Sine, estreitamos laços com  as empresas da região para que possam ceder as vagas e as  priorize a nossos munícipes.

Firmamos e reforçamos antigas e novas parcerias público-privada. Mantemos parcerias com empresas privadas da cidade que passam por reestruturação como a Copoplast, e a Mineradora Morro do Ipé, importantes geradoras  de empregos. É válido ressaltar que tal parceria também é realizada com novas empresas que se fixam na cidade, como é o caso do grupo Solução que irá gerar cerca de 100 empregos formais aos moradores de nossa cidade a partir de 2018.

Como está sendo o diálogo com o Legislativo?

Prefeito Guto Resende: O melhor e mais amigável e respeitoso possível. A casa legislativa tem ajudado muito nas aprovações de diversos projetos para a melhoria da vida da população.

O que a população pode esperar para 2018?

Prefeito Guto Resende: Uma cidade sem tantas dívidas, mais organizada e com projetos que de fato visam a melhoria da vida do cidadão como um todo, com garantias reais de um SUS de qualidade, educação digna, emprego, políticas públicas eficientes,  transporte de qualidade, acesso ao lazer e cultura de graça.

Em 2018, nossa gestão vai focar ainda mais na geração de emprego e renda em nosso município firmando ainda mais parcerias com a iniciativa privada. O emprego é a melhor política social que existe; o emprego é a única maneira capaz de trazer ao cidadão dignidade e desenvolvimento pessoal.

 

 

 

 

Deixe um comentário

RUA MIGUEL HENRIQUES DA SILVA, Nº4, CENTRO, IGARAPÉ-MG


CONTATO: (31) 9 9858-1002