Terça-feira, 29/09/2020

Gerais

Lixo ilegal é descartado no aterro de construção civil

Local está tomado por lixo doméstico e orgânico

Desde 2013 o aterro sanitário de construção civil está disponível para receber os resíduos advindos das construções. Mesmo sendo um espaço para descarte, alguns depósitos são considerados ilegais, pois afetam diretamente o meio ambiente, podendo também causar danos à saúde da população.

Desde o início deste mês a reportagem vem observando as caçambas que são levadas até o aterro, e a conclusão é que resíduos domésticos e orgânicos têm sido, indiscriminadamente, depositados no local. Em dois dias seguidos, dentre às 12h e 13h, um caminhão despejou uma caçamba completamente lotada. Papel higiênico, sacolas plásticas, restos de comidas e demais resíduos com cheiro desagradável foram colocados no local.

No site da Prefeitura de Igarapé consta que a Secretaria de Meio Ambiente se reuniu, recentemente, com construtores do município. Neste encontro foram passadas informações pertinentes e necessárias quanto ao uso correto do aterro. “Caso algo esteja irregular, o município será o responsável por multas. Lembrando que o nosso compromisso com o meio ambiente também não permite irregularidades”, comentou o Secretário de Meio Ambiente. Exemplo de materiais que devem ser encaminhados à reciclagem, e não ao aterro, são: plástico, papel, papelão, metais, vidros e madeiras”.

 

 

Deixe um comentário

Gerais

Lixo ilegal é descartado no aterro de construção civil

Local está tomado por lixo doméstico e orgânico

Desde 2013 o aterro sanitário de construção civil está disponível para receber os resíduos advindos das construções. Mesmo sendo um espaço para descarte, alguns depósitos são considerados ilegais, pois afetam diretamente o meio ambiente, podendo também causar danos à saúde da população.

Desde o início deste mês a reportagem vem observando as caçambas que são levadas até o aterro, e a conclusão é que resíduos domésticos e orgânicos têm sido, indiscriminadamente, depositados no local. Em dois dias seguidos, dentre às 12h e 13h, um caminhão despejou uma caçamba completamente lotada. Papel higiênico, sacolas plásticas, restos de comidas e demais resíduos com cheiro desagradável foram colocados no local.

No site da Prefeitura de Igarapé consta que a Secretaria de Meio Ambiente se reuniu, recentemente, com construtores do município. Neste encontro foram passadas informações pertinentes e necessárias quanto ao uso correto do aterro. “Caso algo esteja irregular, o município será o responsável por multas. Lembrando que o nosso compromisso com o meio ambiente também não permite irregularidades”, comentou o Secretário de Meio Ambiente. Exemplo de materiais que devem ser encaminhados à reciclagem, e não ao aterro, são: plástico, papel, papelão, metais, vidros e madeiras”.

 

 

Deixe um comentário

RUA MIGUEL HENRIQUES DA SILVA, Nº4, CENTRO, IGARAPÉ-MG


CONTATO: (31) 9 9858-1002

error: Conteúdo protegido contra plágio!