Dias das Crianças: Cemig alerta sobre segurança com brinquedos e eletroeletrônicos

0
164
Segundo a Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), aconteceram 67 mortes de crianças e adolescentes de 0 a 15 anos no país. Foto: Internet

Considerada a terceira melhor data para os comerciantes, o Dia das Crianças – comemorado em 12 de outubro – é momento também de atenção redobrada com a segurança da criançada. Isso porque muitos pais e familiares aproveitam a ocasião para presentear filhos, sobrinhos e afilhados com brinquedos – que em muitos casos são eletroeletrônicos. Apesar de parecerem inofensivos, esses equipamentos precisam ser monitorados com atenção para evitar acidentes envolvendo energia elétrica. Dessa forma, a Cemig lista uma série de cuidados para preservar a segurança das crianças e garantir o divertimento.

Segundo dados da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), apenas no primeiro semestre de 2020, aconteceram em todo o país 67 mortes de crianças e adolescentes de 0 a 15 anos. Não houve nenhum caso fatal em Minas Gerais.

De acordo com o gerente de Saúde e Segurança do Trabalho da Cemig, João José Magalhães Soares, alguns equipamentos, como  DVD e Blu-Ray players, videogames, videokês, celulares e brinquedos com bateria interna recarregável precisam de atenção especial. “Os cuidados devem começar já na hora da escolha do presente, observando a faixa etária indicada, a voltagem do equipamento e outras questões ligadas à segurança”, afirma o especialista.

João José Magalhães Soares também destaca que os pais devem preferir brinquedos e equipamentos que possuam o selo do Inmetro, pois eles possuem manual de instruções com informações detalhadas de segurança, a garantia de checagem do órgão e inserção de forma clara da faixa etária para utilização.

Os celulares e os tablets também requerem muita atenção. É importante que as crianças não utilizem os dispositivos conectados na tomada. “Aparentemente inofensivos, esses equipamentos podem causar ocorrências graves, causando incêndios e até mesmo lesões por choques elétricos, que podem ser fatais. Por isso, eles nunca devem ser utilizados conectados na tomada”, alerta.